segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

De encontros e desencontros

"A amigos ausentes, amores perdidos, velhos deuses; e à estação das brumas. E que cada um de nós dê ao demônio o que lhe é merecido!" - Neil Gaiman

Muita gente reclama da internet. Diz que isso e que aquilo. Que estraga a moral dos nossos jovens e que substitui o fator humano pela máquina. E que sem ver o outro as pessoas são menos confiáveis, e que o que importa é olho no olho. E que isso e que aquilo.

Eu estou na internet desde 1994. Quero dizer, no mundo virtual. BITNET e BBSs da vida. Coisas que alguns dos meus leitores nem sabem que existem. Isso em nada interferiu na minha moral. Ao contrário, o contato com pessoas maravilhosas e horrorosas de todo o país e algumas pessoas de fora do país, como um árabe louco que me ameaçou de morte porque eu não gostava do Romário (jogador de futebol), expandiu meus horizontes e foi meu primeiro passo para me tornar cidadão do mundo.

A internet, até a alguns anos atrás resumia-se a sites de consulta e msn. Aí surgiram os sites de relacionamento: MySpace, FaceBook, Orkut, entre outros. Eu participo do Orkut há anos, e ele me trouxe de volta várias pessoas maravilhosas à minha vida. E aproximou outras com quem não perdi contato, mas cujo contato é difícil. Recentemente, a internet me voltou mais uma pessoa! "Pfeiffer" é como a conhecia. Bem legal ver como ela e eu evoluímos nos últimos 14 anos.

Internet não é um instrumento do demônio para desumanizar a humanidade. É um instrumento humano que, se bem utilizado, leva mais que ao encontro do outro, mas ao encontro de si mesmo nessa busca do mundo. Para tanto, é preciso sobre uma reflexão sobre a prática do uso e do que se encontra na rede. Assim como para crescer como ser humano é necessária essa reflexão crítica sobre tudo o que se faz na vida.

Entendam: um lixeiro que tenha uma reflexão crítica sobre sua prática profissional e sua prática de vida será mais humano que um doutor em filosofia que não tenha a mesma reflexão sobre esses tema, mesmo que possua uma reflexão lógica perfeita sobre os grandes temas da filosofia acadêmica.

Então conectem-se a si mesmos, através de uma prática saudável de vida e da reflexão crítica da mesma, e assim perceberão que se conectarão ao mundo de uma forma única, estimulante e viva.

E, para a Pfeiffer, fica um verso do Vinícius de Moraes: "a vida é a arte do encontro, apesar de haver tanto desencontro pela vida". É um prazer reconhecê-la! :)

segunda-feira, 8 de dezembro de 2008

Quem tem a sua cidade?

Durante algum tempo eu tenho me recusado a escrever diretamente sobre política partidária. É óbvio que isso não significa não versar sobre política, pois toda forma de intervenção no mundo é um ato político, seja ela se vestir, votar ou manter esse blog. Mas hoje eu falarei um pouco sobre isso.

Sou de Belo Horizonte e hoje resido aqui. Recetemente houveram eleições municipais em todos os municípios do país e os eleitores decidiram que os governariam pelo próximos 4 anos, e quem fariam as leis municipais pelo mesmo período. E é aí que se encontra todo o problema.

Apesar do esforço do governo federal em produzir propagandas interessante como as que você pode encontrar aqui: http://www.youtube.com/results?search_query=%22vota+brasil%22&search_type=&aq=f, foram para o segundo turno em BH os candidatos Leonardo Quintão e Márcio Lacerda.

Fala sério, né? Não que a média de qualidade dos candidatos fosse boa. Mas escolher os piores é demais! Isso é resultado de uma cultura coronelista e paternalista extremamente arraigada nas bases de nossa sociedade. Povo burro não é aquele que não tem instrução formal, mas aquele que permite que essa corja se perpetue no poder. O sujeito que ganhou dizia em sua propaganda que trazia coisas novas e que era o candidato da continuidade. Olha, não é preciso ter um Prêmio Nobel para saber que uma coisa é antagônica à outra! Não precisa ter um nível superior! Aliás, não precisa nem ter nível fundamental! Basta entender a língua. Se é novo, não é continuação. Não tem muito segredo.

Já o outro candidato foi flagrado em uma convenção do partido, ou algo assim, gritando "vamos ganhar e vamos dar um chute na bunda deles" em uma entonação que parecia de pregação religiosa e com todo um aparato imagético-corporal, ou seja, fazendo um gesto extremamente agressivo de "chutar a bunda".

A coisa está feia, mas está exatamente do jeito queo povo quer! Essa corja de salafrários representa muito bem o povo que o eleje. Não há como dizer se outro candidato seria melhor ou pior, mas mais uma vez, não é preciso nem ter concluído o nível fundamental para saber que se foi ruim uma vez, será de novo. Se é assim, por que não votar em um desconhecido? É só pensar em inovar: aquele é ruim, aquele outro também... já esse aqui eu não conheço.. hum.. entre a certeza de me dar mal e uma pequena chance de me dar bem, eu fico com.. hum... olha que difícil escolher... acho que vou... acho que vou... apostar na certeza de me dar mal!

Povo burro é isso! É aquele que ao invés de reinvidicar o que quer, ou o que é certo, ou ambos, fica calado frente às atrocidades cuecais de milhares de dólares e ainda vota no patrão ou no aliado do sujeito. BH tem Lacerda, Rio tem Paes e Sampa tem Kassab. Me conte: quem tem a sua cidade?

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Escotimo Mundial lança parceria tecnológica com a World Community Grid

Genebra - 2 de agosto de 2007

Se você associa Escotismo apenas com acampamento e nós, pense de novo! Como parte das Celebrações do Século, o Escotismo Mundial lançou hoje um parceiria com a World Community Grid em um esforço conjunto para criar um mundo melhor através da tecnologia da informação.

A missão da World Community Grid é criar a maior rede mundial de processamento distribuído para apoiar projetos que benificiem a humanidade. Escoteiros com acesso à internet serão encorajados a aderir como membros na nova equipe "SCOUTS" criado na World Community Grid, contribuindo com a capacidade de processamento não utilizada de seu computador com o esforço global.

Milhões de computadores pessoais ficam parados nos escritórios e casas de todo o mundo. Enquanto eles estão ociosos, centenas de pessoas contraem e morrem de doenças infecciosas a cada hora. Enquanto protetores de tela rodam, milhões morrem de fome , ou desastres naturais devastam comunidades inteiras. Mas isso não precisa ser assim, e o escotismo mundial está aceitando o desafio!

A World Community Grid utiliza a tecnologia de processamento distribuído para estabelecer uma infra-estrutura permanente e flexível que prova aos cientistas com um conjunto disponível de poder computadocional que pode ser usado para resolver os problemas que flagelam a humanidade. O processamento distribuído utiliza vários computadores individuais, criando um grande sistema com um enorme poder computadocional que em muito excede o poder de alguns supercomputadores. Doando o tempo ocioso o qual o seu computador já está ligado, você dá suporte a projetos que beneficia a todos! Desde que foi lançado em 2004, essa comunidade virtual de voluntários já somou mais de 100 mil anos de tempo de uso, provendo mais de 100 milhões de resultados a cientistas que ajudam na luta contra o câncer, a distrofia muscular, a AIDS e outras doenças.

"Estamos convocando os atuais e antigos membros a aderir à equipe "SCOUTS" na World Community Grid como parte da contribuição de nosso movimento para criar um mundo melhor", anunciou o Dr. Eduardo Missoni, Secretário Geral da Organização Mundial do Movimento Escoteiro, no momento do lançamento da parceiria. "A World Community Grid provê nossos membros com um modo eficiente e efetivo de, no mundo moderno, fazer real diferença contra os problemas que flagelam a humanidade. E é educacional - os jovens podem aprender mais sobre o por quê dessas pesquisas serem tão importantes para toda a humanidade."

FightAIDS@Home é um bom exemplo. O projeto contemplado do Scripps Research Institute utiliza rotinas computadocionais para identificar novas drogas para bloquear a protease do HIV, uma chave molecular que quando bloqueada interrompe a maturação do vírus, o que previne o desenvolvimento da AIDS e prolonga a vida do portador.

Para aderir, deve-se ir a www.worldcommunitygrid.org e simplesmente baixar e instalar um pequeno programa livre em sei computador.

"Uma vez que você tenha instalado o programa, você pode aderir à equipe 'SCOUTS' e participar dos projetos da World Community Grid sempre que ligar seu computador", explica Ray Saunders, Diretor de Tecnologia da Informação do Escotismo Mundial. "O programa livre está disponível para os sistemas operacionais Windows, Mac OS X e Linux/BSD. Mais importante: a World Community Grid é leve e segura para ser usado pelos jovens."

Quando ociosos, os computadores solicitam dados de um projeto específico ao servidor da World Community Grid. Após realizar os cálculos, retorna os resultados e solicita uma nova tarefa. Cada resultado fornece aos cientistas informações importantes que aceleram dramaticalmente o andamento da pesquisa! As tarefas completadas somam pontos ao placar da equipe "SCOUTS", o qual será utilizado para mensurar a contribuição que os Escoteiros do mundo estão fazendo para os projetos de pesquisa global.

Texto original disponível em:
http://www.scout.org/en/information_events/news/2007/partnership_with_world_community_grid

Tradução de:
Antônio Hezir Gomes Ribeiro Guimarães
39º/MG Grupo Escoteiro Santo Agostinho