segunda-feira, 23 de abril de 2012

Erros de MS Windows e MS-Office

Muitas pessoas perguntam o porque de porque o MS-Windows e o MS-Office dão tantos erros. Eu tenho 3 respostas para isso.

A primeira resposta, e muito comum, é porque o computador, o hardware, o equipamento, foi mal dimensionado para rodar todos os programas que se precisa. Assim, fica lento e a probabilidade de erros é maior pelo uso excessivo os recursos de hardware. Como analogia, é como carregar 15000Kg em um caminhão projetado apra 10000Kg. Pode funcionar, mas a chance de se ter problemas é alta.

A segunda resposta, e a mais comum, é o não licenciamento do software. Coloca-se o MS-Windows e o MS-Office com "licença" pirateware e, depois, roda-se um programa "ativador" cuja única função é fazer o MS-Windows e o MS-Office se entenderem como originais. Ou seja, você propositalmente roda um programa feito para fazer seu computador funcionar de forma errada. Um programa feito para fazer um computador funcionar de forma errada tem um nome específico: vírus de computador. Em outras palavras, você mesmo instala um vírus nele. Um vírus cuja procedência você desconhece e não sabe o que mais ele faz. E você fica feliz com isso, pois economizou alguns reais.

A terceira resposta é a que eu dou quando o hardware está bem dimensionado e TODO software instalado é original: eu não sei. Entendam: a Microsoft não libera o código fonte do MS-Windows ou do MS-Office para auditoria da comunidade. Ao não fazer isso, ela impede que os motivos dos erros sejam conhecidos. Isso faz parte da cultura e da estratégia dela. É uma estratégia válida e legal, apesar de impedir as pessoas de saberem o que de fato aocntece em um computador que execute o MS-Window e o MS-Office. A única coisa que de fato sabemos é que um computador bem dimensionado e com TODOS os softwares legalizados dá, sim, menos erros. E MUITO menos erros. Isto é factual. 

Em outras palavras, não investir em estrutura computadocional, adquirindo equipamentos bem dimensionados e com softwares legalizados é um risco ao seu negócio e à segurança dos seus dados.

Se seus dados pessoais ou empresariais não têm valor, tudo bem. Se possuem qualquer valor, é preciso rever sua política em relação à informática.

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Custos da TI

Já a 3 anos, um pouco mais na verdade, eu trabalho na área de Tecnologia da Informação (TI) com suporte, projetos e consultoria. Nesse tempo, eu percebi a dificuldade que o micro e o pequeno empresário brasileiro tem de entender os custos e os riscos da TI. E sei que isso não vem de agora.

O Brasil sofre de uma cultura da ilegalidade muito forte. Tudo o que puder ser roubado, todo trabalho que puder não ser pago, será roubado, não será pago. Além disso, há a cultura do "jeitinho", como se tudo pudesse ser consertado por um baixo custo e funcionar tão bem quanto novo. Não a toa o carro preferido dos brasileiros era, ou ainda é, o fusca que, com uma chave de fenda, uma caneta BIC,um rol ode fita crepe e um rolo de barbante, era facilmente "consertado" e andaria por mais 10 ou 15 quilômetros.

Isso poderia funcionar bem se tudo o que você queria era ir na feira da praça com sua família. Mas nunca funcionou se vocÊ de fato precisava do fusca pra trabalhar. O conserto precisaria ser profissional, para que ele andasse milhares de quilômetros sem dar outro problema. Quero dizer, não no Brasil. O conserto semi-profissional, que te levava ao "mecânico" que sempre "resolvia" seus problemas a cada 2 meses era o preferido, pois tinha baixo custo e peças usadas, também de baixo custo.

O mesmo acontece com a TI. O problema é que, quando você depende do computador para trabalhar, ele não pode ser um risco, ou seja, você não deve "gambiarrá-lo". Computadores, como qualquer equipamento, desgasta e tem vida útil. Apesar do desgaste não ser visualmente perceptível, ele ocorre em níveis microscópicos, devido ao aquecimento (efeito joule) causado pelo atrito dos elétrons correndo pelos condutores. Além desse desgaste que é, de fato, inevitável, ainda há o desgaste por sobretensão, uma vez que é comum não haver protetores contra surtos na caixa de disjuntores (alguns lugares nem possuem disjuntores) e no prórpio computador, ficando tudo a cargo de um filtro de linha ou um estabilizador de tensão que ajudam, mas não são suficientes.

E mesmo que sua estrutura elétrica seja perfeita, há o desgaste natural. As empresas que produzem os melhores computadores trabalham com vida útil de 5 anos. Em outras palavras, das melhores empresas espera-se que um computador trabalhe por 5 anos e qualquer tempo além disso é "hora extra". De empresas boas espera-se 4 anos e de máquinas montadas em lojas 3 anos, isso se as peças forem de qualidade. Nesse sentido, não recomendamos a aquisição de nenhum computador cuja garantia seja inferior a 3 anos.

Não recomendamos porque consideramos o tempo de vida real do equipamento o da garantia, mesmo que ele possa durar mais, e provavelmente o fará, não há garantia; e isso impacta no custo. Para explicara isso, faremos contas simples. A conta é a divisão do custo pelas horas de trabalho do tempo de uso garantido pelo fabricante. As máquinas possuem a mesma configuração, variando apenas a garantia:

Processador: Intel i3 2120
Memória RAM: 4GB
Disco Rígido: 250GB
Placa de Vídeo: Intel HD 2000 Integrada
Sistema Operacional: Windows 7 Professional
Suíte de Escritório: MS Office Starter Edition
Teclado e Mouse

Dados Temporais:
1 ANO = 252 DIAS ÚTES
1 DIA ÚTIL = 8 HORAS

Valores:
R$1717,00 para 3 anos de garantia
R$1801,00 para 4 anos de garantia
R$1883,00 para 5 anos de garantia
(Como a cotação foi realizada em 20/04/12 em um empresa séria, focada em público corporativo, não havia garantia inferior a 3 anos para o equipamento)

       | TOTAL | ANO  |DIA |HORA|% HORA|
3 anos |1717,00|572,33|2,28|0,29| 100% |
4 anos |1801,00|450,25|1,79|0,23|79,32%|
5 anos |1883,00|376,60|1,50|0,19|65,52%|
(Os resultados foram sempre arredondados para cima)

O computador é bem dimensionado para a maioria dos trabalhos adminsitrativos e contábeis, sendo necessário, em alguns casos, apenas a aquisição de um pacote de suíte de escritório com mais ferramentas e estima-se que não precisará de upgrades por 5 anos. Para empresas com menos de 10 computadores é possível utilisar o MS Security Essentials como antivírus gratuito.

O custo de estrutura de R$0,29/hora para um computador de qualidade completamente legalizado, a tranquilidade e a garantia de funcionamento é baixo, pois ele diminuirá as horas sem trabalho por manutenção do computador, permitirá melhor alocação da equipe de TI, seja interna ou terceirizada.

O que falta ao brasileiro não é a competência técnica na área de atuação da empresa, mas profissionalismo administrativo, levando em conta não apenas custos, mas também os riscos, o fluxo de trabalho e o bem estar daqueles que de fato realizam os trabalhos, ou seja, os empresários. Investimentos em TI de qualidade proporcionam melhor ambiente de trabalho, redução de custos, diminuição de riscos, melhoria do fluxo de trabalho e melhor alocação de recursos.